Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O período de submissões para a Lusitânia nº3 está aberto até dia 31 de Maio de 2014.




Contactos:
revistalusitania@gmail.com

Goodreads

Lusitânia (Lusitânia, #1)

Visitas

Website Usage Statistics


Reviews #12

Domingo, 27.01.13

Vitor Frazão

Link

 

Em baixo terão a minha opinião sobre cada conto, para já basta-me dizer que como um todo a revista tem saldo positivo. É um projecto recente, ainda com muito para evoluir, mas para já conseguiu manter-se maioritariamente fiel ao seu objectivo inicial de publicar história fantásticas que reflectissem a cultura portuguesa. Estas 3 estrelas são 3,8, que é o meu modo de dizer que gostaria de dar-lhe 4 estrelas, só que não posso. Pelo menos ainda não. Embora acredite que chegarão lá. 

“Sonhos numa Noite de Natal” por Marcelina Leandro. Um conto interessante de brizomancia, baseado no paralelo homógrafo entre o doce e fenómeno durante o sono. Mais pesado que outros contos da autora. Embora tenha gostado dos seus contos mais light, fiquei bem impressionado com este registo. 3 Estrelas

“Vinho Fino” por Inês Montenegro. Uma invasão alienígena bem integrada na realidade cultural portuguesa (aliás, o que se esperava da publicação). Nem sequer faltou as clássicas estupidez e coscuvelhice tuga. Boas descrições e com o tamanho ideal. Mais pequeno não teria dado para nada e maior seria inútil. ;) 3,8 Estrelas. 

“Como Portugal foi salvo pelos pastéis de nata” por Catarina Lima. Realmente seque a premissa requerida pela publicação, estando bem inserida na cultura portuguesa. Dito isto, não foi dos que puxou mais, tirando o pedaço do terramoto. Acima de tudo, acho que é grande demais para o conteúdo que apresenta. 2,7 Estrelas. 

"A Guerra do Fogo" por Nuno Almeida. Bom ritmo e bom conteúdo, tendo bem patente o espírito da figura mitológica em que se inspira. Houve apenas um pequeno detalhe que me irritou ligeiramente, o facto de se falar em Império quando na altura Roma ainda era um República. Império só no século seguinte. Fora isso, nada a apontar. 3,5 Estrelas.

“A Cidade das Luzes” por José Pedro Lopes. Ideia base e personagens interessantes, boa apresentação das alterações sociais e culturais resultantes das Luzes. Por outro lado fraca inclusão da história na sociedade portuguesa. Se não nos fosse directamente dito nunca acreditaríamos que a acção ocorre em solo nacional. Fora isso, só houveram duas coisas que me incomodaram. 1º, o Ministro arranjar um método tão tosco para castigar uma ofensa menor ainda vá, há mesquinhez para isso, agora que fosse pessoalmente espreitá-la, escondido numa esquina, não faz grande sentido. 2º, compreendo o porquê daquela solução final para a questão das Luzes, mas acho que está muito mal explicada e saiu um pouco forçada. 3 Estrelas. Não fosse pelos pontos supracitadas daria muito mais. 

“A Passagem Uivante” por Pedro Cipriano. Um conto mediano com um bom final. Não obstante, boas descrições. 3,3 Estrelas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pantapuff às 22:58


Pesquisar